Soluções Hipnóticas funcionam mesmo?

 

Você pergunta, eu respondo.

Por Henrique de Azevêdo — CRT 45138

Tem sido comum durante minha carreira tirar dúvidas sobre o processo hipnótico como terapia e sobre outros fatores relacionados a hipnose e a hipnoterapia.

Ultimamente,  muitas dúvidas tem surgido sobre o funcionamento das minhas Soluções hipnóticas, que são terapias gravadas em áudio, para autotratamento, usando técnicas hipnóticas avançadas e de atuação subconsciente profunda.

Achei que seria interessante divulgar a elaboração e ilustração de uma das minhas respostas a um cliente para que possam entender sobre as Soluções, seu funcionamento e o processo de aquisição de resultados através delas, que é o mesmo processo de aquisição de resultados do tratamento individualizado utilizado na hipnose, consolidado como o Sistema de Acompanhamento de Resultados da minha Psicoterapia Sem Falhas.

Irei ilustrar como dois casos diferentes com o uso de uma Solução para o tratamento da timidez podem apresentar o abandono, fracasso ou sucesso total de um indivíduo em sua jornada evolutiva. Quando a pergunta é se algo funciona, queremos saber se devemos ou não usá-lo, ou, neste caso, se devemos continuar ou não usando, entendendo também quando usar outra(s) Solução(ões).

Você verá que no caso de Thiago há melhora. Há resultado. Mas não é a melhora ou o resultado que ele queria enquanto usa o áudio. Já no caso de João há melhora. Há resultado. Era o que ele queria, mas não era somente isso que ele queria. Então falaremos sobre como um Resultado Parcial ≠ Resultado Total e como o Resultado Parcial é o caminho para o Resultado Total de qualquer jornada evolutiva. Isto fará você entender porque não deve deixar de usar a hipnose e porque você deve sempre estar atento aos Resultados Parciais, satisfatórios ou insatisfatórios: que são os mais importantes de compreender e obter, principalmente em processos de mudança que não ocorrem como esperamos, de forma tão direta como desejamos, nem da forma objetiva transmitida e comumente vendida quando se fala de hipnose e em menor grau, mas não por um bom motivo, quando se fala de psicoterapia. Então vamos lá.

Pergunta: Henrique, essas Soluções Hipnóticas funcionam mesmo?

 

Sim. Hipnose sempre funciona.

Todo estímulo auditivo possui característica hipnótica. Seja em maior ou menor grau.

Quando falamos de uma Solução Hipnótica, estamos falando de um material de estímulo auditivo gravado apropriadamente para lhe oferecer um resultado específico.

Principalmente quando comparados a outros procedimentos terapêuticos, você notará que em meus áudios a ênfase terapêutica é maior. Os áudios são sempre desenvolvidos de uma forma que é impossível que você erre. Além disso, você já deve saber: a hipnose nunca erra, mas o ser humano, pode errar. E na hipnose praticada por áudio, você atuará sozinho, mas com manuais de instruções que lhe darão a confiança necessária para que utilize o mesmo corretamente.

Outro fator que deve ser levado em consideração é que quando você está hipnotizado, não importa quantas vezes você já tenha sido hipnotizado antes e tenha achado que não funcionou, não há como uma sugestão não surtir efeito (mais explicações sobre este assunto poderão vir no futuro). E dessa forma, você só pode obter dois tipos de resultado ao fazer um autotratamento com minhas Soluções: resultado parcial, satisfatório ou não, e o resultado total satisfatório: a eliminação do seu problema ou o alcance do seu objetivo, transformação ou mudança desejada.

Falemos agora sobre os três tipos de resultado citados.

  1. Resultado Parcial;
    1. Resultado Parcial Satisfatório;
      1. Estudo de Caso 1;
    2. Resultado Parcial Insatisfatório;
      1. Estudo de Caso 2;
  2. Resultado Total Satisfatório;
    1. Conclusão do Estudo de Caso 2;

 

1. Resultado parcial

 

1.1. Resultado Parcial Satisfatório

 

Um resultado parcial satisfatório é o tipo de resultado que lhe agrada, lhe satisfaz, supre suas necessidades, mas não representa a eliminação total de um problema ou o desenvolvimento completo de um novo hábito ou habilidade. Isso é ruim?

Não. E por que? Porque o resultado parcial satisfatório em questão foi criado a partir do uso da Solução, o que já lhe distancia do quadro de tratamento inicial. Chamamos o resultado de parcial por duas razões:

  • Você percebeu que seu objetivo inicial era apenas um forma de fazer você enxergar um problema maior de forma mais clara, e/ou;
  • Seu objetivo inicial era apenas um desenvolvimento necessário, que mesmo incompleto, te mostra novos caminhos, novas possibilidades, antes não enxergadas por você;

O Estudo de Caso abaixo ocorre repetidamente com clientes do sexo masculino que realizam o autotratamento com a Solução Hipnótica Acabe Com A Timidez e servirá como ótimo exemplo para ilustrar a obtenção de um resultado parcial satisfatório e insatisfatório.

1.1.1. Estudo de Caso 1

 

João acaba com a timidez, mas percebe que precisa tornar as conversas com as mulheres mais íntimas.

Durante o período que João fez o autotratamento com a Solução Acabe Com A Timidez, que durou mais de 90 dias, ele percebeu que nos primeiros 15 dias os resultados foram mais intensos e notáveis e que nos dias subsequentes, os resultados eram mais sutis, embora ainda notáveis. Agora, por que os resultados tornaram-se mais sutis? Porque havia uma nova definição de João sobre o problema que ele tinha previamente. Na verdade ele superou a timidez. E perfeitamente bem. Mas, quando ele superou a timidez, a dificuldade em conversar, em dizer o que pensa, aumentando sua confiança social, ele percebeu que, embora houvesse uma timidez, sim, à nível geral, o objetivo real dele era tornar as conversas com as mulheres mais íntimas. “Eu estava começando a virar amigo delas. Mas, Henrique, amigo mesmo, daqueles que só faltava ir ao cabeleireiro.“ João agora queixava-se de um novo problema.

A timidez o impedia de enxergar esta dificuldade com clareza (não a única, porém, a que mais o incomodava), o que é totalmente compreensível. E agora ele viu que tinha na verdade dois problemas: a timidez e a dificuldade em tornar íntimas as conversas com o sexo oposto. Um nervosismo excessivo na hora de conversar (com qualquer pessoa) jamais o permitiria perceber que se ele conseguisse falar o que pensa, sua dificuldade real era agora tornar conversas mais íntimas, o que pode ser até chamado de timidez inicialmente, mas na verdade é uma dificuldade específica em lidar com o sexo oposto de forma mais confiante. No início, os dois problemas eram um só, por conta do cenário caótico que a timidez ocasiona. Após o uso da Solução, um problema foi solucionado, o verdadeiro problema pôde ser encontrado. Isto não é incomum num processo psicoterápico, especialmente com a hipnose.

Resumindo: ganhamos mais objetividade, clareza e descobrimos o verdadeiro objetivo e problema de João com o uso da Solução Acabe Com A Timidez, algo que talvez não teria ocorrido sem a remissão dos sintomas de timidez geral, quando João procurava conversar confortavelmente com pessoas de ambos os sexos. Agora o real objetivo, descoberto e lapidado pelo uso da Solução Acabe Com A Timidez, de tornar suas conversas com as mulheres mais íntimas pode ser trabalhado.

Neste caso específico, o cliente solicitou uma Solução personalizada e teve o problema completamente sanado.  O novo material, composto por 2 áudios, desenvolvido sob medida para João foi utilizado pelo período de 75 dias.

1.1.2. Conclusão do Estudo de Caso 1

 

No contexto da timidez, o problema de João passou a ser apenas timidez com mulheres. Tornando a pergunta qual o problema irrelevante. O que importava agora era onde, quando, com quem e como você ele tem o problema.

1.1.2.1. Definição Final do Problema de João

 

Quando: Apenas na conversa com mulheres.
Onde: Qualquer local ou ambiente.
Quem: Com mulheres as quais desejo tornar as conversas mais íntimas.
Como: "Quero dizer a ela: 'Adoraria dar um beijo na sua boca.' mas não consigo. Nessa hora me dá um bloqueio, uma coisa estranha, Henrique."

1.1.2.2. Definição Final da Solução de João

 

Tornar íntimas as conversas com as mulheres que João está interessado em qualquer local, a ponto dele conseguir verbalizar frases do tipo: 'Adoraria dar um beijo na sua boca.' ou fazer investidas mais ousadas. Com o estado de solução alcançado com o novo áudio personalizado para João após o uso da Solução Hipnótica Acabe Com A Timidez, o Resultado Parcial Satisfatório tornou-se um Resultado Total, graças ao desvelar do problema que só foi obtido através do uso do áudio.

1.2. Resultado Parcial Insatisfatório

O resultado parcial insatisfatório é aquele que resolve parte do problema, mas que não representa uma solução desejada nem mesmo parcialmente, independentemente do resultado apresentado.

Ao contrário do exemplo anterior, do resultado parcial satisfatório, onde foi obtida maior clareza em relação aos objetivos terapêuticos de João, que descobriu que a timidez solucionada, e o conforto social obtidos não eram suficientes para ajudá-lo a criar uma intimidade maior com as mulheres, o resultado parcial insatisfatório é obtido, tende a ser notado e até mesmo apreciado, porém não supre nenhuma necessidade para quem realiza o autotratamento.

1.2.1. Estudo de Caso 2

 

Usando o mesmo problema da timidez, analisaremos o caso de Thiago, que obteve um resultado parcial insatisfatório em relação a sua timidez com o uso da Solução, sentindo calma e conforto quando ao redor das pessoas, mas que se queixou de não conseguir falar adequadamente, ou falar mais, da forma que deseja ou que esperava conseguir não apenas após o uso do material, mas também após sentir o conforto conquistado inquestionável e inequivocamente: algo que foi bom para João, no Estudo de Caso 1, e que também seria bom para Thiago neste estudo de caso.

Exemplo: Thiago sente-se mais calmo e confortável num grupo de 20, 30 pessoas após ouvir o áudio durante 30 dias, o que não ocorria antes do autotratamento com a Solução, mas ainda não consegue se expressar exatamente como gostaria. Thiago ainda sente que possui uma certa trava, uma certa limitação ao expôr suas ideias. Fala pouco, fala de uma forma que não expressa de verdade suas reais intenções. E, neste caso, a o problema de Thiago é o problema da timidez generalizada e comum propriamente dita, associada diretamente ao desejo dele de conseguir falar bem, com confiança, com segurança ao redor destas pessoas com quem já consegue sentir mais conforto, resultado obtido com o material usado. Mas este conforto pra Thiago não é um resultado satisfatório, pois não o beneficia explicitamente dadas suas expectativas, dado o resultado final que ele anseia, que de fato, não mudou, como foi no caso de João que teve seu problema passado de timidez para criar intimidade com as mulheres. Para Thiago, sanar sua timidez completamente é estar bem ao redor de pessoas, perto de qualquer pessoa, e falar bem com elas, quem quer que seja, qualquer que seja a quantidade.

Dado este segundo estudo de caso, percebe-se que o objetivo inicial de Thiago permanece o mesmo e, mesmo com o resultado parcial insatisfatório estando associado ao problema dele, não o representa uma Solução. Thiago agora precisa obter um resultado total.

Chato pra Thiago. Mas não é o fim do mundo. No próximo exemplo, mostramos como ele deve agir para chegar onde deseja e obter o Resultado Total, como João obteve no primeiro Estudo de Caso.

2. Transformando um Resultado Parcial Insatisfatório num Resultado Total Satisfatório

 

2.1. Conclusão do Estudo de Caso 2

 

Thiago precisa falar mais e melhor. Thiago precisa se expressar como quer. Thiago quer realizar o sonho de apresentar seus trabalhos de faculdade sem sentir as pernas tremerem, sem ficar vermelho. Thiago quer ir as festas e conversar com as pessoas descontraidamente e se divertir, colocando suas ideias à mesa e até mesmo contando piadas (e diferente de João, parece não possuir dificuldade específica com as mulheres). Thiago precisa ser uma pessoa espontânea e faria de tudo pra isso acontecer. Thiago está mais calmo diante das multidões, mas ainda está desesperado para conseguir falar como realmente deve: o tanto quanto deseja e com a clareza que deseja.

Sob minha recomendação, Thiago conclui uma nova bateria de 30 dias ouvindo o áudio. E já nos primeiros 15 dias da nova jornada, são notadas as diferenças tão esperadas: ele está falando mais, com mais clareza e com mais espontaneidade. Ele agora fala o que pensa, sentindo-se calmo, confortável, de bem consigo mesmo, com suas próprias ideias e com as pessoas ao seu redor, sejam multidões ou pequenos grupos.

A questão principal aqui é que caso Thiago tivesse conseguido falar com clareza, falar mais e melhor já nos primeiros 30 dias, ele teria solucionado seu problema neste período, tendo obtido seu Resultado Total. Sentir conforto ao redor das pessoas então, seria irrelevante pra ele, contanto que ele falasse da forma que desejava. Pouco o importava sentir-se bem e confortável ao redor das pessoas, mesmo que isto seja bom e que represente naturalmente um benefício.

Thiago agora vive a soma do Resultado Parcial Insatisfatório, obtido pela primeira bateria de autotratamento com a Solução (primeiros 30 dias), com o novo Resultado Parcial Satisfatório, obtido pela segunda bateria de autotratamento com o áudio (segundos 30 dias). Sendo esta última bateria a responsável por tê-lo feito alcançar o Resultado Total.

1.1.2.1. Definição Final do Problema de Thiago

 

Quando: Conversas em geral.
Onde: Qualquer local ou ambiente.
Quem: Com qualquer pessoa, homem ou mulher.
Como: "Quero me expressar bem, com clareza, falar mais, não só me sentir mais confortável ao redor de pessoas e multidões."

1.1.2.2. Definição Final da Solução de João

 

Permitir que Thiago fale bem, com clareza, o tempo que for necessário, com pessoas de ambos os gêneros, seja em pequenos grupos ou grandes multidões. Com o Estado de Solução alcançado. O Resultado Total foi obtido quando somado ao Resultado Parcial Insatisfatório inicial e ao Resultado Parcial Satisfatório final. No caso de Thiago nenhum problema novo foi descoberto, ou reconhecido por ele, mas a ênfase permaneceu a mesma, independente dos primeiros resultados obtidos, que foram qualificados como insatisfatórios, por não suprir suas expectativas de solução. Resumindo: Resultado Parcial Insatisfatório + Resultado Parcial Satisfatório = Resultado Total

2. Resultado Total Satisfatório

 

Como demonstrado nos dois estudos de caso acima, o Resultado Total é quando você soluciona o problema de uma vez por todas. Porém, o que foi acompanhado antes de chegar até o Resultado Total nos casos demonstrados é o mais importante. Primeiro: nem sempre é possível caminhar diretamente até o Resultado Total sem passar por um processo de reanálise do problema e sem revisar os objetivos iniciais. Segundo: se ao obter um resultado satisfatório, o resultado total mudar sua definição, ele pode, por si só, desanimar e impedir que a pessoa continue o tratamento, fazendo com que a pessoa ache que o problema não tem solução, ou que não obteve progresso, o que é pior ainda. Quando você sabe que está passando apenas por uma fase, como no caso dos resultados parciais satisfatórios e insatisfatórios, torna-se compreensível manter a jornada de tratamento e progresso.

Nos Estudos de Caso acima, João obtém um Resultado Parcial Satisfatório para depois caminhar em direção a um Resultado Total, mudando de objetivo após o primeiro período de autotratamento, que durou 90 dias, com um único material, a Solução Acabe Com A Timidez. Este processo permitiu João descobrir que seu problema na verdade agora é (e era, majoritariamente, de fato) outro, porém não o impedindo de reconhecer a importância e o benefício dos resultados obtidos na sua primeira fase de autotratamento, diretamente associados também ao Resultado Total, que suprem suas necessidades explicitamente. Ao concluir a segunda fase de tratamento com um material personalizado, João finalmente alcança o Resultado Total, que embora associado ao Resultado Parcial Satisfatório, é único e diferente deste.

Já Thiago obtém um Resultado Parcial Insatisfatório,  que pouco importava para seu Resultado Total, mas com o mesmo material que o levou a obter o resultado insatisfatório, transforma este resultado num Resultado Total, representando apenas a necessidade de maior um estímulo terapêutico e de mais maturidade no seu processo evolutivo.

Resumindo

 

Caso de Thiago: Há melhora. Há resultado. Mas não é a melhora ou o resultado que ele queria. João: Há melhora. Há resultado. Era o que ele queria, mas não era somente isso que ele queria. Resultado Parcial ≠ Resultado Total. Resultado Parcial é o caminho para o Resultado Total. Portanto, a hipnose sempre funciona, e está funcionando. Nunca pare de usar seu material hipnótico você também. E sempre esteja atento aos Resultados Parciais, satisfatórios ou insatisfatórios: pois eles são o início de tudo e o caminho pra tudo.

Resposta Final

 

Novamente, um alto e bom sim. Hipnose sempre funciona. Com minhas Soluções Hipnóticas não é pra menos. Elas sempre lhe oferecerão resultados parciais satisfatórios, resultados parciais insatisfatórios ou resultados totais logo na primeira bateria de uso. Porém o mais importante é entender que minhas Soluções sempre lhe trarão resultados da forma que elas se propõem trazer. Então é importante distinguir os objetivos: timidez ≠ intimidade com o sexo oposto. Autoconfiança geral ≠ timidez (confiança social), e embora se complementem, não são os mesmos problemas — esta é uma dúvida muito comum, principalmente para os adquirentes da Solução Hipnótica Acabe Com A Timidez. Então escolha sua Solução, ou grupo de Soluções para autotratamento, sempre com atenção e pergunte sempre que tiver dúvida sobre o que comprar.

Por último, lembre-se também que mesmo que seu resultado seja parcial, satisfatório ou insatisfatório, o mesmo continuará sendo passível a melhorias, ou com outros materiais, ou com o mesmo material, quando usado por mais tempo. Por isso, mais uma vez, você não deve tomar suas decisões sozinho caso um autotratamento não te agrade nos primeiros 30 dias ou não resolva seu problema completamente. Pergunte. Entre em contato com a Hipno Online e procure saber o que deve ser feito. Ligue pra mim (+55 61 4062 1400) ou comente também neste artigo para que eu possa melhor auxiliá-lo.

Mas, mesmo assim, se você ainda errar

 

Se você se convencer pelo seu descontentamento, pela sua decepção e frustração de não ter obtido o resultado esperado (que geralmente pra você pode ser considerado um resultado total), e não continuar ouvindo o áudio, lembre-se de distinguir seus diferentes problemas um do outro. Isto, você só aprende com o tempo e com auto-observação. E não há porque ter pressa. Crescemos e aprendemos todos os dias. Na minha Psicoterapia Sem Falhas você tem carta branca e acesso ilimitado e direto a mim, para lidar e aprender a lidar o que quiser, mesmo após anos de término do seu processo terapêutico.

O que fazer em todos os casos:

 

  • Mesmo não obtendo o resultado desejado nos primeiros 30 dias, continue ouvindo o áudio. Principalmente se você obteve um resultado parcial insatisfatório e soube identificá-lo ou não - apenas continue ouvindo o áudio. Por que? Porque se não resolver seu problema nos segundos 30 dias, te fará bem e lhe fará também, no mínimo, pensar sobre seu problema de forma criativa, porém objetiva e claramente;
  • Quando obtiver um resultado parcial satisfatório, continue também ouvindo o áudio para intensificar os resultados obtidos e, sempre que possível, busque outras Soluções para auxiliá-lo;
  • Busque outras Soluções para auxiliá-lo. Elas podem te dar melhores resultados, aumentar os resultados existentes e também cobrir outros itens que farão você viver melhor os resultados já obtidos;
  • Comunique-me do que está ocorrendo, terei sempre um prazer imenso em ajuda-lo. Pois certamente, sei, melhor que você, que a hipnose nunca falha, mas NÓS, como humanos, falhamos;

 

Tem um problema? Não tema. Trate-se. Tudo tem Solução. E a hipnose é a Solução pra tudo.

 

Usei o problema da timidez neste artigo com 2 casos reais, que ocorreram ao longo dos anos na rica e vasta história da Hipnoticus e da Hipno Online. Porém, também poderia ter falado sobre outros problemas da mesma forma, pois a dinâmica de solução, de obtenção e de acompanhamento de resultados com a hipnose é sempre a mesma: como na vida. Falhamos em reconhecer os parciais e paramos no meio do caminho por vezes, sem entender que estávamos próximo do sucesso absoluto. Quantas vezes você já fez isso na sua vida? Então, a partir de agora, pro resto dos seus dias, nunca mais faça. Ordem hipnótica. Acabei de mudar seu subconsciente pra sempre.

E se você está com dúvidas sobre casos de:

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Mudança de Hábitos;
  • Aprimoramento de Estudos (para ter mais concentração, motivação, absorção de informações e uma memória mais afiada);
  • Autoconfiança (não apenas social, mas gera, individual, sobre si, sobre tudo e sobre todos, mais segurança e certeza de si e da vida);
  • Autoestima (se valorizar de forma ideal, se sentir como você merece, correr riscos, se aventurar na vida, aprender coisas novas e seguir adiante sentindo-se bem e do jeito certo);
  • Autoimagem (como você se vê diante do mundo e em relação a sua própria vida: não seja um pedreiro, seja um mestre de obras);
  • Superar o passado (jogar fora tudo o que não presta e também o que presta, mas te enclausura, prende e te impede de conquistar circunstâncias melhores ainda);
  • Negatividade (parar de pensar negativamente, de se sentir mal, de ver sempre o pior lado das situações, fatos e pra abrir a porta pra neutralidade mental que concede o crescimento eterno);
  • Preocupação (Bruno conseguiu deixar de hipervalorizar problemas não resolvidos, coisas ruins, pessoas que não valem nada, situações que não merecem sua atenção e estas notícias da TV [sempre ruins]);
  • Foco no dia-a-dia (foco é o que você faz com sua mente o tempo inteiro, faça a coisa certa comprando esta Solução e botando sua mente pra funcionar do jeito que você quer);
  • Stress (tenha 22 minutos de relaxamento diários que vão reprogramar sua mente pra zerar o stress todos os dias: quando você menos esperar, não estará se estressando nunca mais, que nem Gustavo fez);
  • Insônia (ter um sono Perfeito deixou de ser um mistério);
  • Preguiça (trabalhe, estude, faça qualquer coisa, menos ficar parado, bote a vida pra andar, mande a preguiça embora);

Saiba que você pode resolver tudo. Justamente como João e Thiago fizeram. A Solução já existe. A Solução te espera. Mas e você? Vai continuar esperando? Acesse a Hipno Online e resolva seus problemas, resolva sua vida.

E qualquer dúvida, comente aqui ou entre em contato com o SAC.

Originalmente Publicado em: 

 https://www.hipnoterapia.org/pt-br/blog/2016/06/16/solucoes-hipnoticas-funcionam-mesmo/